Ficou Interessado?

Blog

Veja o que fazer para manter seu orçamento empresarial ajustado durante todo o ano

Com a crise econômica, as empresas necessitam, cada vez mais, manter seu orçamento empresarial ajustado. Neste cenário, a gestão de orçamento é uma das tarefas mais difíceis e mais importantes, pois ela precisa estar sempre de acordo com as necessidades da companhia.

Fazendo o planejamento econômico e financeiro, a empresa consegue analisar os custos e as despesas de forma crítica. Assim é possível fazer cortes, dentro do possível, e analisar a real necessidade do investimento. Além disso, também consegue realizar projetos de viabilidade e ainda verificar a capacidade de melhorar as receitas a partir de novas oportunidades de mercado.

A gestão eficiente do orçamento assegura o êxito no seu resultado e a gestão de seus projetos. No entanto, o orçamento não é só uma ferramenta do setor financeiro e, sim, de todos os setores da empresa, que, em conjunto, procuraram gerar resultados positivos e bater as metas. Veja, a seguir, algumas dicas para ajudá-lo na gestão do orçamento empresarial!

Como manter uma gestão de orçamento eficiente?

Algumas práticas podem ser aplicadas para assegurar uma boa gestão de orçamento. Confira, a seguir, algumas dicas!

Elaboração do orçamento empresarial

Para elaborar um orçamento, o gestor deve primeiramente traçar uma meta para a empresa, definindo a lucratividade, a rentabilidade, a liquidez e o risco. A partir dessa definição, deve-se fazer a divisão em dois grandes grupos: as receitas e as despesas.

A apuração da receita deve ser bem fidedigna, respeitando o princípio da prudência e checando a inadimplência. Para a apuração da inadimplência, sempre leve em consideração o cenário do ano anterior e o cenário econômico do país para o próximo ano.

As despesas devem ser analisadas com cautela, checando custo de pessoal, custo operacional, despesas administrativas e investimentos/melhorias. Muitas organizações elaboram os orçamentos projetando trimestralmente, semestralmente, anualmente, ou até mesmo considerando os próximos 3 anos, dependendo do segmento de atuação.

Gestão e controle do orçamento

Feito o orçamento, o gestor deve acompanhar de perto a execução. Mensalmente, ele deve analisar o relatório das informações orçamentárias com as informações financeiras (executadas), comparando o que foi previsto e o que foi efetivamente realizado. Essa é a parte mais importante da gestão orçamentária, então, atente bem aos números.

Para facilitar a vida dos gestores financeiros, hoje em dia, temos sistemas de gestão empresarial integrados que auxiliam no controle financeiro e orçamentário. Nesses sistemas, os gestores podem projetar o orçamento anual com as receitas e despesas e o financeiro de acordo com os recebimentos e pagamentos, alimentar o sistema e acompanhar mensalmente os relatórios gerenciais, fazendo os ajustes necessários.

Revisão orçamentária

O orçamento pode ser ajustado a qualquer momento, por isso, é importante acompanhar sempre de perto. Se uma conta estourou ou perdeu uma receita, basta analisar todo o cenário e fazer uma nova projeção mais precisa. Imprevistos, mudanças de cenário econômico e alterações de carga tributária, por exemplo, são fatores que nem sempre conseguimos prever com antecedência.

Quais erros na gestão de orçamentos devem ser evitados?

Existem vários erros que precisam ser evitados para garantir uma gestão de orçamento eficiente. Veja a seguir!

Subestimar os custos e as despesas

É preciso acompanhar todos os custos e as despesas para encontrar as melhores ações para minimizar gastos. Dessa forma, evita-se impactos negativos na qualidade dos processos, produtos e serviços.

Analise todos os valores e identifique quais custos estão sendo desnecessários para o negócio. Assim, caso qualquer valor passe despercebido ou seja preciso gastar quantias emergenciais, haverá recursos suficientes para cobri-las.

Não realizar um acompanhamento frequente

O orçamento empresarial precisa ser monitorado de forma regular. Quando esse controle não acontece, a ferramenta acaba perdendo o seu valor para a companhia, prejudicando o processo de desenvolvimento da empresa. Sendo assim, é preciso implementar essa prática, simplificando o entendimento de como o recurso precisa ser aplicado.

Deixar de incluir o valor devido ao orçamento

O orçamento da companhia deve ser realizado para a decisão correta das próximas práticas a serem implementadas, no entanto, é uma falha comum menosprezar a sua importância e elaborar um planejamento ineficiente.

Nesse caso, é preciso estabelecer uma cultura organizacional que auxilie na criação do orçamento do negócio, fazendo com que ele realmente faça parte da companhia, independentemente do seu porte.

Fazer projeções irreais das receitas

É importante fazer a projeção adequada das receitas futuras. Para que isso ocorra, um erro que deve ser evitado é deixar de realizar uma análise precisa dos valores do passado. Também é preciso levar em conta todos os dados importantes para a criação de uma previsão concreta e assertiva.

Não avaliar a necessidade de cada departamento

Os setores da empresa não atuam da mesma maneia, assim, apesar de o gestor ser um dos integrantes do time que mais entendem das necessidades, ele pode atuar de forma diversa do gestor de outra área.

Então, um dos maiores erros ligados à gestão de orçamento é disponibilizar quantias sem mensurar suas reais demandas. É fundamental existir uma flexibilidade sobre cada área para uma projeção eficaz, já que, talvez, em certo período, um precise de mais recursos do que o outro.

Desconsiderar a sazonalidade

Existem empresas cujas atividades são mais sazonais que outras. Pensando nisso, é comum que os negócios tenham picos e quedas de vendas, como as datas comemorativas. Da mesma forma, os gastos e despesas também podem ser mais altos em alguns meses do que em outros. Por exemplo, é possível gastar mais em energia para armazenar produtos na temperatura adequada.

Deixar de revisar

O orçamento da empresa deve ser usado de forma estratégica. Por esse motivo, precisa englobar o negócio em sua totalidade e, além disso, precisa ser revisado em uma data predefinida com a finalidade de garantir que ele consiga acompanhar as mudanças internas e externas que possam ocorrer.

Independentemente do cenário, positivo ou negativo, é primordial que o orçamento reflita a realidade. Nos melhores contextos, a empresa pode aproveitar as oportunidades e, nos piores, uma revisão apropriada vai ajudar a manter a situação financeira o mais saudável possível.

Diante disso, podemos perceber a importância da gestão de orçamento empresarial, certo? A partir daí precisamos monitorar as informações acerca da situação financeira da empresa, fazendo os ajustes necessários para bater as metas estabelecidas. Então, não deixe de colocar as dicas apresentadas em prática e obter os melhores resultados possíveis.

Conseguiu entender como a gestão orçamentária pode colaborar para o desenvolvimento do negócio? Então, deixe seu comentário aqui e divida com a gente a sua opinião sobre o assunto!

Sobre a Procenge

Somos uma empresa de TI com mais de 45 anos de mercado e fazemos parte do Porto Digital. Desenvolvemos soluções de gestão empresarial personalizadas para empresas de médio e grande porte em todo o Brasil. Nosso objetivo é colaborar com nossos clientes para transformar seus negócios de forma inovadora, gerando resultados sustentáveis.

Nossa principal solução é o Pirâmide 360, uma flexível plataforma de sistemas personalizados e integrados, capaz de atender as necessidades de transformação digital das empresas. Agende uma demonstração.