Ficou Interessado?

Blog

Entenda como o BI ajuda a melhorar a tomada de decisão

Por Delano Lins, Head de Negócios

Gestores precisam tomar ao menos quatro tipos diferentes de decisões: as operacionais, de investimento, de financiamento e fiscais. Ao fazer isso com acerto, todo o empreendimento pode ser beneficiado. A questão, aqui, é: como o BI ajuda nessa tomada de decisão?

De muitas formas. Antes de apresentá-las, é preciso compreender que BI significa business intelligence. Em suma, consiste na aplicação de dados volumosos e tecnologias robustas para ter uma visão mais precisa do ambiente externo e das rotinas de trabalho.

Nos tópicos seguintes, ganhamos profundidade no assunto. Explicamos exatamente como o BI ajuda a melhorar a tomada de decisão e como escolher uma boa tecnologia. Continue!

Subsidia uma gestão orientada por dados

Mais do que nunca, dados devem ser aplicados de forma estratégica pela empresa. Eles fornecem uma visão profunda dos acontecimentos e certamente devem ser utilizados ao longo do processo gerencial, o que é chamado de data driven management.

Felizmente, o BI é um grande aliado da gestão orientada por dados. Aliás, são coisas que se complementam muito bem. Se você consegue extrair inteligência dos dados que norteiam seu negócio, também consegue utilizá-los na gestão dos seus resultados.

Esse novo modelo gerencial fortalece a tomada de decisão de muitas formas. Primeiro, porque exige mais evidências (dados) para cada escolha. Além disso, porque torna a tríade planejamento/execução/controle (a essência da gestão) algo mais preciso.

Facilita o cálculo de variantes

Cada escolha em potencial leva a uma série de possíveis resultados. Se você planeja lançar um novo produto, por exemplo, sabe que isso pode impactar positiva ou negativamente sua empresa. A análise dos potenciais resultados é chamada de cálculo de variantes.

O problema é que, como são muitos os potenciais resultados, torna-se difícil refletir sobre os principais (e se antecipar a alguns deles). Esse cálculo exige muito esforço cognitivo, além de dados volumosos. Novamente, o BI pode ser a melhor solução.

A tecnologia BI fornece uma melhor visão do futuro, dada suas decisões atuais. Também garante que você faça uma melhor leitura dos potenciais resultados. Assim, fica mais fácil compreender as ramificações de cada escolha e antecipar resultados insatisfatórios.

Reduz a probabilidade de erro

Ao tomar decisões, você está em uma posição de informações assimétricas (também chamadas de informações imperfeitas). Você não sabe o que vai acontecer, há assimetria, o que representa risco e deve ser muito bem gerenciado por seu empreendimento.

A inteligência de negócios — utilizando-se de técnicas estatísticas — permite que você tenha uma melhor compreensão da probabilidade de determinados acontecimentos e de erros, o que envolve diretamente a forma como você decide as coisas.

Veja bem, se você sabe que suas chances de erro são maiores ao decidir por A do que por B, também sabe que o retorno de A deve ser maior que o de B (afinal, há mais risco). E mais, pode se preparar, a priori, para lidar com os imprevistos e contornar o que der errado.

Melhora a inteligência competitiva

A inteligência competitiva refere-se à forma como você lida com as forças do mercado (como ameaça de novos produtos, concorrentes e poder de barganha dos fornecedores) para colocar sua empresa em posição de vantagem e obter desempenho superior à média.

Competir com inteligência superior à média não é fácil, afinal, todos os seus competidores também estão buscando mecanismos que melhorem suas decisões. No entanto, ao utilizar bons mecanismos de BI, certamente é possível.

O business intelligence fornece dados volumosos e informações precisas do seu mercado (clientes, competidores, fornecedores, órgãos governamentais etc.). Assim, torna-se mais fácil assumir uma posição competitiva que gere resultados acima da média do mercado.

Permite análises causa/efeito

Por vezes, ao longo do expediente, você se depara com efeitos (positivos ou negativos) curiosos e que podem melhorar suas decisões futuras, caso você entenda sua causa. Como exemplo, imagine um alto índice de turnover da equipe — agora, qual a sua causa?

Encontrar a causa de um efeito não é fácil. Isso porque, nos negócios, um resultado depende de um enorme emaranhado de fatores. Mas é possível. Existem muitas técnicas dedicadas à análise de relações causais entre conjuntos de dados.

O BI pode fornecer uma visão muito mais profunda do efeito, bem como dos eventos que o anteciparam. Também pode fornecer dados e insights muito úteis em cálculos estatísticos e metodologias de qualidade total para o diagnóstico da causa raiz de efeitos.

Estabelece quais são as prioridades

Tomar decisões pode ser difícil porque, em geral, existem muitas opções. O gestor precisa avaliar quais são as melhores e só então agir. Esse processo, porém, pode ser impactado de forma negativa, caso não haja um senso claro do que é prioridade na escolha.

Novamente, o business intelligence pode ajudar. Ele fornece uma visão clara das opções, além de dados para identificar o que é (ou não é) prioridade para o negócio, tendo em vista sua estratégia competitiva. Assim, além de facilitar a decisão, aumenta sua agilidade.

Tome como exemplo uma decisão de investimento. Se o gestor tem recursos excedentes em caixa, pode decidir para onde alocá-los. Há muitas opções. O BI ajuda ao filtrar as melhores, além de mostrar aquelas alinhadas à estratégia competitiva do negócio

Soma inovação às escolhas

Inovar vai muito além de fazer algo diferente. Na verdade, está mais relacionado a extrair valor do que é diferente, garantindo que a empresa (e suas partes interessadas) sejam mais beneficiadas com o que é novo. Para tanto, é preciso tomar decisões fora do lugar-comum, além de acertadas.

O BI ajuda bastante. Ele fornece dados volumosos de decisões passadas e seus resultados. Também mostra ao gestor novas rotas que podem ser adotadas — e que podem levar a resultados diferentes. Assim, torna-se mais fácil pensar e executar algo novo e útil.

Veja, agora você está por dentro do assunto. Lembre-se de que o uso de business intelligence pode potencializar sua tomada de decisão e, por consequência, gerar grandes benefícios ao seu empreendimento. Para escolher um bom sistema de BI, busque por uma tecnologia de ponta e um fornecedor realmente qualificado. Assim, suas chances de acerto são maiores.

Gostou do nosso artigo, não é mesmo? Aproveite, então, para conhecer nossa solução em BI, entender seus recursos e descobrir como adotá-la em sua empresa. Vamos lá?