Ficou Interessado?

Blog

Agronegócio e Pós-Pandemia: tecnologia pode ser uma grande aliada

Por Juliana Nascimento – Analista de Marketing e Comunicação Procenge

A Pandemia do Coronavírus impactou diversos setores da economia que viram as vendas despencarem em um panorama de isolamento social.

Indo de encontro a este cenário, o Agronegócio brasileiro vem conseguindo vencer a crise. E isso não é por acaso: com a pandemia do Covid-19, a preocupação com a alimentação e a oferta de produtos aumentou. Além disso, o câmbio favorável para exportação colaborou para o crescimento do setor.

Apesar dos ventos favoráveis, os desafios também são grandes, sobretudo de produção com a alta das demandas nacionais e internacionais.

Tecnologia como aliada

Dessa forma, fica evidente a necessidade de profissionalizar ainda mais a gestão das empresas do Agronegócio. Com o auxílio de softwares é possível aumentar a produtividade e reduzir os custos de produção. Por isso, trouxemos alguns conceitos e tecnologias para você que quer potencializar os resultados.

Agricultura 4.0

Pensar no campo como um ambiente tecnológico parecia algo futurista para muitos até pouco tempo atrás, mas não é o que diz a Agricultura 4.0. Definitivamente o cenário offline já não reproduz a realidade das fazendas e produtores.

A Agricultura 4.0 nada mais é do que o conjunto de soluções digitais que geram automação e mais conectividade no campo.

A integração entre ferramentas como drones, biotecnologia, big data e sistemas de gestão, por exemplo, fortalecem a atividade econômica. Juntas, elas geram dados reais que são traduzidos em informação para a tomada de decisão dos gestores

Big Data no Campo

Em geral, o conceito de Big Data é a interpretação de grandes volumes de dados que geram inteligência.

Assim como em outros mercados, no Agronegócio essa ferramenta pode ser decisiva para o crescimento do negócio. Isso acontece porque ela proporciona uma visão macro a partir dos chamados 5 Vs do Big Data: volume, velocidade, veracidade, variedade e valor.

Entre outras vantagens, a utilização dessa tecnologia favorece a análise meteorológica, a redução de desperdício e custos de produção, o controle de pragas e até o controle do campo de dentro do escritório.

ERP e Agronegócio

Os sistemas de gestão ERP também são essenciais para o Agronegócio. Além de ser um dos primeiros passos para a transformação digital, ele é fundamental na gestão dos dados de outras tecnologias. Isso porque o ERP cuida da operação administrativa-financeira do negócio, ou seja, do resultado de todo o investimento realizado.

Assim, é preciso escolher com cuidado esse tipo de software e identificar se ele realmente atende as necessidades da sua equipe. Além disso, é importante checar se o ERP é flexível a outros tipos de controle e adaptável ao seu modo de trabalho.

O Pirâmide 360, por exemplo, tem a capacidade não só de realizar a gestão de contabilidade, compras, estoque e financeiro, como também permite a criação de soluções personalizadas. Na prática, isso significa que processos realizados manualmente possam ser profissionalizados com uma gestão digital.

Em um cenário pós-pandemia, a integração de tecnologias será primordial para acompanhar o desenvolvimento do setor e crescer com ele.

Sobre a Procenge

Somos uma empresa de TI com mais de 45 anos de mercado e fazemos parte do Porto Digital. Desenvolvemos soluções de gestão empresarial personalizadas para empresas de médio e grande porte em todo o Brasil. Nosso objetivo é colaborar com nossos clientes para transformar seus negócios de forma inovadora, gerando resultados sustentáveis.

Nossa principal solução é o Pirâmide 360, uma flexível plataforma de sistemas personalizados e integrados, capaz de atender as necessidades de transformação digital das empresas. Agende uma demonstração.