Ficou Interessado?

Blog

Conheça os 6 processos da gestão de pessoas

Conhecer e implementar adequadamente os processos da gestão de pessoas é uma atividade-chave para o sucesso da companhia. Quando isso é feito, é possível construir equipes mais competentes, alinhadas e motivadas na busca pelos resultados.

Os seis processos estão ligados à atividade de agregar, integrar, recompensar, desenvolver, manter e monitorar o desenvolvimento das pessoas. Esse conceito foi desenvolvido por um dos maiores professores e consultores brasileiros, Idalberto Chiavenato.

Pensando nisso, criamos um post especialmente para você. Hoje, falaremos sobre os seis principais processos da gestão de pessoas e sobre como eles podem ser otimizados em sua empresa. Continue lendo e fique por dentro do assunto!

banner do guia gratuito de integração e automação de processos

Por que a gestão de pessoas é importante?

Manter um bom clima organizacional, com todos os colaboradores alinhados com os objetivos da empresa é uma tarefa desafiadora, já que diversos fatores são envolvidos nesse processo, por exemplo, competitividade, pressões decorrentes das atividades exercidas e alcance dos resultados e demais.

Dessa forma, a gestão de pessoas exerce um papel fundamental, que é o de buscar balancear esses aspectos para que todos possam atuar em prol das mesmas perspectivas. Porém, para que isso ocorra, é importante respeitar os principais processos que fazem parte dessa estratégia.

Quais são os principais processos da gestão de pessoas?

A seguir, vamos mostrar com mais detalhes os principais processos da gestão de pessoas.

1. Agregar pessoas

Agregar é fazer com que novos profissionais façam parte da empresa, contribuindo com suas competências, para que as tarefas diárias sejam executadas com maestria. Para isso, é preciso ter um processo de recrutamento e seleção bem estruturados.

Mas, antes de falar sobre o processo, é preciso saber que contratar pessoas é uma tarefa complexa, especialmente no Brasil. A nação verde-amarela está entre os cinco priores países para encontrar mão de obra qualificada, segundo o ManpowerGroup.

Um bom processo de recrutamento e seleção deve começar com a construção de uma marca empregadora, capaz de atrair profissionais acima da média. Quando isso é feito, o restante do processo é potencializado!

A seleção, por sua vez, deve funcionar como um funil. No topo, entram diversos candidatos, mas, na ponta, só saem aqueles que possuem as competências necessárias (conhecimentos, habilidades e atitudes) e aderência à cultura organizacional.

Para estabelecer um bom processo de seleção, é preciso investir em diversas táticas, tais como: entrevistas presenciais, dinâmicas em grupo, provas e testes psicológicos.

2. Aplicar pessoas

Após contratar um novo profissional, é crucial integrá-lo à cultura da empresa e sua nova equipe de trabalho. Isso é feito para que o contratado consiga desempenhar suas atividades no menor tempo possível, com conforto, segurança e qualidade.

Contudo, para isso, é preciso criar um bom processo de integração, que vai desde a apresentação do código de conduta da companhia até visitas aos setores mais importantes. Veja alguns pontos que podem fazer parte desse processo:

  • apresentação da história da empresa;
  • apresentação da missão, visão e valores;
  • entrega do código de conduta;
  • explicação sobre os principais benefícios e remuneração;
  • visita às instalações e departamentos;
  • apresentação da nova equipe de trabalho.

Imagine um time de futebol. Nele, todos conhecem suas funções e entendem que dependem uns dos outros para alcançar o resultado desejado: o gol. Quando se integra um funcionário, ele se sente parte do time, entende seu papel e começa a entregar resultados.

3. Recompensar pessoas

Atualmente, não basta estabelecer metas desafiadoras e cobrar resultados contínuos — é preciso que os trabalhadores sejam reconhecidos e recompensados por suas conquistas. Isso cria um forte senso de meritocracia, o fazer por merecer.

Quando um profissional sente que está sendo recompensado de acordo com os seus resultados, passa a empenhar-se mais na realização de cada tarefa, aumentando sua produtividade e seu comprometimento com os resultados.

Para criar boas recompensas, além de oferecer um salário justo e bons benefícios, é preciso levar algumas coisas em consideração. Veja as principais:

  • recompense de acordo com a complexidade de cada tarefa;
  • equilibre recompensas financeiras e não-financeiras;
  • defina estímulos que sejam realmente desejados pelos funcionários;
  • recompense de acordo com a saúde financeira da empresa.

4. Desenvolver pessoas

O quarto processo da gestão de pessoas refere-se à necessidade de manter todos os colaboradores treinados. Quando isso é feito, é possível alcançar resultados cada vez maiores e bater continuamente as metas estabelecidas pela organização.

Um bom treinamento deve ser iniciado com uma avaliação de desempenho dos funcionários, buscando identificar quais conhecimentos, habilidades e atitudes devem ser aprimorados. Isso, comumente, é feito por meio de uma avaliação em 360 graus.

Com os resultados obtidos, é possível escolher o treinamento certo e a forma como ele será aplicado. É importante destacar que, hoje, existem diversos modais de capacitação: plataformas online, workshops, treinamentos internos, etc.

A escolha da melhor forma de capacitação pode variar bastante de acordo com cada empresa. Por isso, é importante que você leve em consideração as variáveis internas, tais como: flexibilidade de horário, orçamento disponível e perfil dos funcionários.

5. Manter pessoas

Quando a evasão de funcionários é elevada, a empresa é prejudicada de diversas formas. Além dos altos custos com processos de rescisão contratual, existe a perda contínua de mão de obra qualificada e o acúmulo de tarefas para os profissionais que ficaram.

Por tudo isso, é indispensável que uma empresa saiba como reter seus colaboradores, mantendo-os felizes e fiéis à marca empregadora. Desse modo, algumas coisas devem ser consideradas. Veja as principais:

  • crie um ambiente de trabalho agradável e produtivo;
  • melhore o diálogo interno;
  • estimule o relacionamento entre líderes e seus liderados;
  • ofereça feedbacks de forma contínua;
  • estabeleça um plano de carreira;
  • invista em benefícios complementares.

As maiores e mais bem-sucedidas empresas do mundo investem cada vez mais na satisfação e retenção dos seus colaboradores. Na sede do Walmart Brasil, por exemplo, é possível ver salas de reuniões temáticas, livraria e até minicampo de golfe.

6. Monitorar os resultados

A última atividade é a de monitorar, ou melhor, acompanhar os resultados que estão sendo atingidos pelo setor de RH e os funcionários. Para isso, o mais indicado é estabelecer alguns indicadores-chave de desempenho.

Esses indicadores, também conhecidos como KPIs (Key Performance Indicator), funcionam como um termômetro interno, indicando o que está sendo realizado com excelência. Veja alguns dos indicadores mais utilizados:

  • taxa de turnover (evasão de funcionários);
  • nível de absenteísmo;
  • nível de satisfação e fidelidade dos colaboradores;
  • retorno sobre investimentos (ROI);
  • nível de satisfação dos clientes finais.

Esses indicadores devem ser acompanhados de forma contínua, e utilizados para tomar decisões estratégicas dentro da empresa, como: treinar, promover ou demitir alguém. Quando isso é feito, é possível tomar decisões de forma mais ágil e acertada!

Como aplicar os processos da gestão de pessoas?

Existem algumas medidas que devem ser aplicadas para implementar um processo de gestão de pessoas eficaz. Veja a seguir as principais!

Faça um planejamento preciso

O planejamento precisa ser eficiente, que auxilie a equipe e gestores a atingirem o objetivo de manter um clima organizacional saudável, onde todos estejam sempre engajados, o que vai gerar o aumento da produtividade, capacitação e desenvolvimentos dos funcionários e demais vantagens que vão contribuir para a execução de um trabalho com excelência.

Defina as metas

Para fortalecer essa prática, é importante estabelecer a situação atual do negócio e onde ele quer chegar. Também é preciso definir a tática mais adequada para que esse caminho seja percorrido, sempre em prol de metas desafiadoras, como diminuir o absenteísmo, turnover, entre outros índices.

Aposte em uma comunicação transparente

Entre os maiores problemas enfrentados pelas organizações estão relacionados à comunicação. Isso ocorre pelo fato de muitas vezes ela não ser transparente, clara e objetiva, gerando ruídos que vão afetar na interpretação da equipe a respeito de determinados assuntos.

Então, é essencial buscar medidas que possam estimular um diálogo mais aberto entre todos, já que isso vai evitar que falta de interpretações ou incompreensões possam prejudicar a rotina de uma maneira geral.

Uma ideia é apostar em comunicados, reuniões periódicas, redes sociais, aplicativos, site corporativo e demais meios de informar todos os acontecimentos relevantes que vão impactar no dia a dia e execução das atividades, deixando todos tranquilos por receber tudo por intermédio de fontes oficiais e não por terceiros.

Invista em recrutamento e seleção

Também é preciso contar com uma equipe altamente competente, que siga os valores e culturas da companhia e que gere bons resultados. Isso pode ser conquistado por meio de um bom recrutamento e seleção, então, é preciso estar atento nessa etapa.

Entre as estratégias que podem ser adotadas nesse caso estão: descrever o cargo, definir competências (habilidades, conhecimentos, condutas) mínimas que o candidato deve demonstrar, abrir as vagas, realizar as triagens das pessoas mais bem preparadas.

Realize reuniões de feedback

Outro ponto importante é o desenvolvimento de ações que tornem o feedback uma prática habitual, capaz de colaborar para a avaliação, bem como para o desenvolvimento do profissional.

Disponibilizar feedbacks frequentes, em relação às questões em relação aos resultados positivos do funcionário e sobre o que ele precisa melhorar em suas atividades, vai fazer com que eles se sintam mais seguros, já que ele entenderá se está indo na direção correta ou se precisa realizar ajustes no desempenho das funções.

Veja, esses são os seis principais processos da gestão de pessoas. É indispensável otimizá-los em sua empresa, garantindo que todos sejam executados com o máximo de eficiência. Desse modo, será possível arquitetar um negócio próspero, sólido e competitivo no mercado. Dessa forma, você pode contar com a PROCENGE, que se trata de empresa de TI com 47 anos de mercado, sediada no Porto Digital.

Além disso, apresenta todo o Know-how no desenvolvimento de soluções de gestão empresarial personalizadas com foco em inovação e o propósito é colaborar com nossos clientes para transformar seus negócios e gerar resultados sustentáveis.

Agora que está por dentro do assunto e conhece os seis principais processos da gestão de pessoas, entre em contato com a gente agora mesmo e veja como nossas soluções podem ajudar!

banner solicite demonstração gratuita