Ficou Interessado?

Blog

O que é ERP e o que ele pode fazer pela sua empresa?

Por Delano de Valença, Head de Negócios Procenge

Existem muitas partes móveis quando se dirige uma empresa. Nesse cenário, você: executa suas operações diárias, gerencia suas vendas, paga seus funcionários em dia, supervisiona seu estoque, arquiva seus impostos, gerencia sua produção e cadeia de suprimentos e por último – mas não menos importante – mantém seus clientes felizes e voltando. Em outras palavras, o software ERP torna o gerenciamento do seu negócio muito mais fácil.

Então, o que é ERP exatamente? ERP significa planejamento de recursos empresariais. Ou seja, em sua forma mais básica, é um único sistema que integra todos os processos essenciais necessários para administrar uma empresa.

Um sistema ERP é composto de aplicativos de planejamento de recursos corporativos que se comunicam e compartilham um banco de dados. Assim, cada aplicativo, geralmente chamado de módulo de software, geralmente se concentra em uma área de negócios. Finanças, recursos humanos, vendas e logística são pontos de partida populares. Além disso, existem módulos específicos para uma ampla gama de indústrias – de atacado e manufatura a varejo e e-commerce.

A maioria dos sistemas de planejamento de recursos corporativos apresenta automação e recursos de relatórios simplificados. Isso ajuda as empresas a operar com mais eficiência e atender melhor às regulamentações de conformidade.

Como cada aplicativo ERP está conectado e compartilha uma interface comum, diferentes unidades de negócios (por exemplo, vendas e finanças) podem trabalhar a partir de dados que compartilham uma única fonte de verdade – facilitando a colaboração e decisões rápidas baseadas em fatos. Do mesmo modo, os gerentes podem visualizar insights sobre o negócio de qualquer ângulo.

Então, como tudo isso funciona na prática?

Vamos usar os pedidos de vendas como exemplo. Quando eles podem ser alimentados automaticamente para os departamentos de finanças e gerenciamento de pedidos, ambas as unidades podem fazer seu trabalho – fechando os livros e processando pedidos – mais rápido e com menos erros. Logo, um sistema ERP reduz a entrada manual de dados e melhora o fluxo de informações em toda a organização.

Por que usar um sistema ERP?

A maioria das empresas em crescimento começa usando uma variedade de ferramentas simples e autônomas para gerenciar diferentes processos, como QuickBooks, planilhas do Excel e outros. Mas, à medida que os negócios crescem, o gerenciamento de aplicativos distintos pode se tornar confuso e demorado.

Assim, a maioria das grandes empresas possui sistemas ERP robustos. Mas como e quando as pequenas e médias empresas (SMBs) devem implementar o software ERP?

Mais flexibilidade

Muitas empresas recorrem ao software ERP porque estão frustradas com a rigidez de seus modelos atuais. Sem acesso fácil a informações precisas, uma série de questões essenciais podem permanecer um mistério: sua empresa está ganhando dinheiro? Quais de seus clientes são mais lucrativos? Que impacto as flutuações de preços de mercado têm sobre os custos do produto? Um sistema ERP torna muito fácil responder a esses tipos de perguntas.

Melhor gerenciamento dos dados

Se sua empresa está se afogando em planilhas, confiando em processos baseados em papel ou agindo com base em informações ruins de soluções fragmentadas, provavelmente é hora de considerar um software de planejamento de recursos empresariais.

Com um melhor fluxo de informações, suas equipes de negócios podem fazer seu trabalho com mais eficiência. Eles podem agilizar os processos de contabilidade, gerenciamento de ativos, compras, fabricação, estoque, atendimento ao cliente, contratação, folha de pagamento e muito mais.

A boa notícia para as SMBs é que a nuvem torna os sistemas ERP muito mais acessíveis – especialmente quando fornecidos como software e serviços de plataforma (SaaS e PaaS). O software de planejamento de recursos empresariais baseado em nuvem está prontamente disponível e requer um baixo investimento inicial.

As empresas de pequeno e médio porte a favor de uma abordagem local também estão muito melhor do que anos atrás. Graças à pré-configuração e às melhores práticas da indústria, o investimento necessário para executar seu sistema ERP em suas próprias instalações foi reduzido significativamente.

Como os sistemas ERP estão mudando?

Para acompanhar a digitalização, os sistemas ERP também tiveram que evoluir. As atividades empresariais em uma economia digital dinâmica estão em constante mudança. Assim, elas precisam ser realizadas em vários canais e pontos de contato.

Personalização

Embora os sistemas ERP anteriores se destacassem na integração, adicionar novas funcionalidades poderia ser demorado ou mesmo exigir uma reformulação completa. Os sistemas ERP de hoje são compostos de componentes mais fracamente acoplados que podem ser facilmente adicionados ou removidos de acordo com as crescentes necessidades de negócios – dando às organizações a flexibilidade de que precisam para prosperar na economia digital. Além disso, as soluções em nuvem podem preencher quaisquer lacunas funcionais e ampliar os recursos de negócios.

Tecnologia

A computação in-memory, móvel, social e a Internet das Coisas (IoT) também tiveram um efeito dramático no ambiente de software ERP atual. Os sistemas de planejamento de recursos empresariais estão começando a incorporar todas essas tecnologias para transmitir informações em tempo real entre os departamentos. Eles incluem tecnologias analíticas que ajudam as empresas a tomar decisões baseadas em dados e gerenciar o desempenho de momento a momento.

Da mesma forma – e em muitos casos graças a essas tecnologias mais recentes – os limites da indústria se confundiram. As empresas que se concentraram na fabricação clássica há alguns anos estão agora usando a tecnologia móvel para fornecer a seus clientes serviços pós-venda e encontraram um fluxo de receita completamente novo. Outros que costumavam vender por meio de uma rede de distribuição podem agora estar usando a web e as mídias sociais para encontrar um canal de vendas adicional. Essas mudanças precisam ser refletidas no sistema ERP de uma empresa. É por isso que os sistemas ERP da próxima geração oferecem muito mais agilidade do que a geração anterior.

Tomada de Decisão

O ERP fornece um núcleo de negócios digital – uma espécie de centro nervoso – que consolida elementos internos e externos em uma única estrutura. Dessa forma, ele conecta processos, fornece informações e percepções ao vivo e integra a empresa com o mundo em geral. Com uma base digital sólida, você pode adicionar linhas específicas de soluções de negócios – como finanças, RH, sourcing e compras, P&D, gerenciamento de ativos e muito mais – conforme necessário. À medida que a funcionalidade dos sistemas ERP muda, também muda a definição do termo. Mas uma coisa é certa: o software de planejamento de recursos empresariais é bom para os negócios. Ele posiciona sua empresa para tomar decisões mais rápidas, abraçar novas oportunidades e impulsionar o crescimento lucrativo. Pronto para fazer a mudança?

Sobre a Procenge

Somos uma empresa de TI com mais de 45 anos de mercado e fazemos parte do Porto Digital. Desenvolvemos soluções de gestão empresarial personalizadas para empresas de médio e grande porte em todo o Brasil. Nosso objetivo é colaborar com nossos clientes para transformar seus negócios de forma inovadora, gerando resultados sustentáveis.

Nossa principal solução é o Pirâmide 360, uma flexível plataforma de sistemas personalizados e integrados, capaz de atender as necessidades de transformação digital das empresas. Agende uma demonstração.