Ficou Interessado?

Blog

Gestão da qualidade e processos na indústria de alimentos: qual a importância?

A indústria de alimentos exige elevados padrões de atuação. É necessário precisão durante os processos produtivos, bem como redução de erros e falhas que prejudiquem seus produtos alimentícios. Em vista disso, é preciso investir em gestão da qualidade e processos.

Pense nessa gestão como o conjunto de políticas e práticas para gerar padronização ao longo dos processos diários, reduzir riscos ligados aos alimentos e aumentar a excelência de toda a cadeia produtiva. Assim, empresa e suas partes interessadas são beneficiadas.

Nos próximos tópicos, explicamos mais sobre os benefícios de investir em gestão da qualidade e processos na indústria alimentícia. Portanto, continue sua leitura!

Aumenta a segurança alimentar

Alimentação é coisa séria. Alimentos mal processados, estocados ou distribuídos podem representar grandes perigos aos consumidores, além de gerar prejuízos à companhia. Por isso, é importante mitigar riscos e obter mais segurança alimentar.

Nesse aspecto, a gestão da qualidade e processos ajuda muito. Ela fornece diagnósticos sobre os principais riscos, planos de contingência e protocolos de segurança alimentar, bem como modelos de melhoria contínua. Assim, promove melhores práticas de trabalho.

Evita irregularidades e inconformidades

Ao longo do expediente, irregularidades ou inconformidades podem implicar graves problemas. Quando certa indústria não adequa sua produção às normas vigentes, sejam internas ou externas, pode ser penalizada e até ficar impossibilitada de operar.

Aqui, a gestão da qualidade ajuda ao gerar mais padronização, ou seja, conformidade. Os processos industriais tornam-se mais bem alinhados com o que foi deliberado por órgãos reguladores, como a Anvisa ou empresas de certificação.

Reduz perdas desnecessárias

A falta de qualidade pode implicar uma enorme quantidade de perdas, sejam financeiras ou operacionais. Por exemplo, processos mal estabelecidos resultam no maior desperdício de alimentos, no aumento de paralisações e até em acidentes no trabalho.

Novamente, gestão da qualidade e processos é muito útil. Por meio de fluxogramas, ajuda a estabelecer o melhor passo a passo do processo produtivo. Também define metas para redução de desperdícios e indicadores para monitoramento dos pontos críticos.

Aumenta a satisfação dos clientes finais

Em última análise, a maior obrigação de uma empresa é fazer e manter clientes. Veja que, na ausência de consumidores, os vários outros processos — como desenvolver, empacotar e distribuir produtos — simplesmente perdem o sentido.

Felizmente, indústrias que investem em qualidade fornecem melhores produtos aos seus clientes e somam segurança com relacionamento. Por isso, torna-se mais fácil alcançar a satisfação do cliente e mantê-lo por longo prazo como consumidor.

Potencializa resultados financeiros

Há também que se falar nos resultados financeiros. A adoção de boas práticas em gestão da qualidade e processos promove um alto retorno sobre o investimento, tendo em vista que resulta em menos erros e desperdícios, além de promover mais vendas e melhores ganhos.

Agora você está por dentro do tema. Lembre-se de que, na indústria alimentícia, a gestão da qualidade e processos depende de um conjunto de práticas, como o acompanhamento de relatórios e a definição de metas rigorosas. Assim, poderá alcançar grandes resultados e gerar benefícios ao empreendimento, aos clientes e a outras partes interessadas.

Gostou do nosso artigo, certo?! Então, aproveite para entender muito mais sobre o conceito de gestão da qualidade e suas principais práticas. Vamos lá!