Ficou Interessado?

Blog

Fique por dentro das principais tendências para a indústria sucroalcooleira

Apesar de ser o maior produtor de cana-de-açúcar do mundo, um problema se apresenta no Brasil para crescer ainda mais no setor: a falta de espaço para o plantio. No entanto, essa deficiência vem sendo combatida por meio das tendências para a indústria sucroalcooleira, principalmente em razão da tecnologia adotada tanto no campo quanto nas usinas.

De olho na melhoria em seus processos e também na constante busca por melhores resultados, vamos mostrar neste post algumas tendências que já fazem parte do dia a dia desse promissor setor do agronegócio. Confira.

Tendências para a indústria sucroalcooleira: tecnologia predomina

A primeira tendência que já é realidade tanto no plantio quanto na colheita da cana está ligada aos equipamentos mais robustos.

Atualmente, o controle de pragas é feito com pulverizadores automotrizes de última geração.

Muitos equipamentos já contam com gerenciamento eletrônico do motor e até sistema de telemetria, enviando alertas em tempo real sobre possíveis problemas operacionais ou de aplicação incorreta.

Os maquinários de ponta também estão presentes na colheita, no transporte até as usinas e no processo produtivo tanto do açúcar quanto do etanol, sem falar no reaproveitamento de todo o material da cana no sistema conhecido como economia circular.

Automação no processo produtivo das usinas

Assim como outros setores da economia, o sucroalcooleiro também já está praticamente automatizado.

Dessa forma, os profissionais elaboram planilhas eletrônicas e fazem todo o gerenciamento da produção na palma da mão, seja em um tablet, smartphone ou notebook.

Com o controle mais apurado e com o auxílio dos dados, os erros caem consideravelmente, tendo um impacto direto no aumento da produtividade.

Tudo o que acontece nas plantações é registrado, trazendo informações precisas do que necessita melhorar ou ser mantido.

Assim, é possível fazer o monitoramento desde o plantio até a colheita, sempre com o auxílio de softwares específicos.

Dessa forma, o produtor observa em tempo real dados sobre o solo, geografia do terreno, velocidade da máquina, quantidade de cana colhida, combustível disponível e tempo de funcionamento.

Interligados com o ERP, os programas demonstram relatórios essenciais para o pleno funcionamento da lavoura e também da gestão de toda a cadeia produtiva.

Gestão e abastecimento de frotas

Outra importante tendência da indústria sucroalcooleira é a melhoria na gestão de frotas e a automatização do abastecimento.

Sistemas específicos fazem a organização dos caminhões canavieiros e também de toda a logística.

Com os dados, é possível diminuir a ociosidade da frota em até 30%, trazendo uma considerável economia de recursos.

Há ainda um sistema automatizado de abastecimento que só libera combustível para veículos previamente autorizados, deixando registrados data, hora e código do veículo, ou seja, o gestor tem uma excelente ferramenta para sempre buscar melhorias.

Gestão integrada

Dentro das usinas, a automação também é uma realidade, inclusive reunindo todos os departamentos em softwares de gestão integrada.

Com as informações sendo transmitidas em tempo real, as tomadas de decisões se tornam mais ágeis e assertivas, otimizando o tempo.

Por isso, incluir a tecnologia na rotina das usinas é uma tendência que não pode ficar de fora dos atuais investimentos.

Veja a importância das inovações no agronegócio brasileiro

Além das usinas sucroalcooleiras, as inovações estão presentes em todos os segmentos do agronegócio brasileiro, fazendo com que o setor melhore a cada ano.

Não é à toa que cerca de 30% do Produto Interno Bruto (PIB) vem desse segmento da economia. Hoje, podemos afirmar que o campo segura a economia do país, com dados positivos tanto para o abastecimento do mercado interno quanto externo.

Nesse sentido, a tecnologia é uma parceira de peso e que vem auxiliando na modernização das propriedades.

Portanto, as tendências para a indústria sucroalcooleira devem ser priorizadas pelo fato de contribuírem com vários indicadores que tornam a cadeia produtiva mais precisa e eficiente.

Viu como a tecnologia é importantíssima no agronegócio? Ficou com alguma dúvida? Então deixe aqui o seu comentário!