Ficou Interessado?

Blog

Software ERP: você sabe a diferença entre o personalizado e o genérico?

O termo ERP é a sigla de “Enterprise Resource Planning” e representa um software que facilita e otimiza o planejamento dos recursos da empresa, tornando-a mais competitiva. A questão é: qual a diferença entre ERP personalizado e genérico?

Há muitas diferenças. Em primeiro lugar, a flexibilidade. O software personalizado permite adaptar todo o mecanismo de funcionamento de acordo com as demandas da empresa. E mais: garante que mesmo as demandas mais específicas sejam atendidas.

Adiante, explicamos a diferença entre ERP personalizado e genérico e como aproveitar o melhor dentro da sua organização. Então, continue com a sua leitura!

Afinal, qual o conceito de ERP personalizado e genérico?

Pense no ERP como um software gerencial. Ele permite, por exemplo, controlar o fluxo de caixa do negócio ou fazer previsões de estoque, garantindo que a empresa esteja sempre competitiva para lidar com os concorrentes e as imprevisibilidades do mercado.

Alguns desses softwares funcionam como um mecanismo genérico. Eles trabalham praticamente da mesma forma em todas as empresas e atendem às mesmas demandas, restritas a um determinado escopo de controles que, geralmente, são do Backoffice da empresa, como operações administrativas, financeiras, fiscais, contábeis, etc. Isso tem um ponto fraco: demandas específicas da operação do negócio, necessárias a maioria das empresas, deixam de ser atendidas.

Pense, por exemplo, em uma concessionária de carros. Seu software demanda campos para registro do chassi dos veículos e CNH dos clientes. Logo, um software genérico, que vem como uma “caixinha fechada”, dificilmente é capaz de suprir essas demandas.

Por outro lado, o ERP personalizado pode ser arquitetado de acordo com a demanda de cada empresa. Portanto, é possível incluir novos módulos e campos, garantindo que mesmo os processos mais específicos sejam atendidos pela tecnologia. Eles têm um completo ERP que controlam todo o Backoffice, mas vão muito além, ampliando funcionalidades para automatizar também operações que envolvam outras áreas da empresa, com vendas, gestão de clientes, equipes de operação em campo e muitas outras.

Quais as principais diferenças entre o ERP personalizado e o genérico?

Existem muitas diferenças e é preciso abordá-las, pois, assim, você poderá escolher o melhor software ERP para a sua empresa. Como explicado, a flexibilidade é um ponto importante, mas existem outros, como a abrangência e o custo final.

Continue com a sua leitura!

Flexibilidade da ferramenta

O software genérico é pouco flexível. Ele vem como uma “caixinha fechada” e limita as funções da empresa. Se ele atende a todas as demandas do seu setor ou empresa, ótimo. Se não, você terá problemas, pois algumas práticas ficarão descobertas.

Essa flexibilidade é um ponto forte do ERP personalizável, pois ele é arquitetado de acordo com as necessidades da empresa. Isso significa que todos os processos, mesmo os mais específicos, podem ser abraçados pela tecnologia. Essa flexibilidade permite uma gestão 360 graus, ou seja, completa.

Transformação Digital

A indústria 4.0 está mudando os processos empresariais, tornando-os mais rápidos e digitais. Um bom software ERP, então, precisa impulsionar essa modernização, permitindo que a empresa se adapte e integre os melhores processos ao seu dia a dia.

Um software genérico, por sua rigidez, pode não oferecer determinados processos. Ou seja, eles poderão ficar de fora da transformação 4.0. O ERP personalizado, por sua vez, garante a cobertura de todos os processos gerenciais, adaptando-os à indústria 4.0.

Funcionalidades presentes no ERP

Outro ponto importante são as funcionalidades. Quanto mais funções um ERP tiver, melhor. Correto? Nem sempre. O mais importante é que o ERP tenha funções úteis à organização e aos seus processos. 

Infelizmente, no intuito de oferecer uma alta cobertura, é comum que o ERP genérico conte com funções que são inúteis à sua empresa. Sendo assim, o módulo estará lá, é parte do software, mas nunca será utilizado por seus colaboradores.

O software personalizado, por sua vez, não conta com um padrão no número de funções. Podem ser muitas ou poucas, de acordo com a demanda da empresa. O diferencial é que essas funções são demandadas pela organização, estão no ERP e muitas vezes são idealizadas pelos usuários ou gestores da própria empresa, o que garante a sua relevância e o valor agregado ao negócio.

Adaptação dos relatórios gerenciais

Uma das principais funções de qualquer ERP é a geração de relatórios gerenciais. São relatórios que contêm dados da empresa e/ou do mercado, o que permite que o gestor tenha uma visão holística e tome decisões precisas.

O ERP personalizado permite que esses relatórios também sejam criados, atendendo às demandas da organização. Assim, o gestor pode ter uma visão ainda mais sistêmica. Além disso, dados pouco necessários podem ser eliminados.

O ERP genérico também conta com relatórios gerenciais, mas esses relatórios podem não se adaptar tão bem às demandas da alta administração ou às equipes de trabalho. Isso quer dizer que haverá menos dados e informações para decidir com acerto.

Custo-benefício final

O ERP personalizado ou genérico pode, no fim das contas, contar com preços muito similares. O motivo é simples: ambos costumam conter o mesmo número de funções, só que um está mais adaptado às demandas da empresa do que outro.

Tendo isso em vista, é muito fácil notar que o ERP personalizado apresenta uma maior relação custo-benefício. Ou seja, ao adquiri-lo, você poderá obter mais vantagens que ao contratar seu par, que funciona como uma “caixinha fechada”.

Como escolher um ótimo ERP para a sua empresa?

Considerando tudo o que foi dito, o primeiro passo é buscar um ERP que pode ser personalizado. Assim, você terá uma ferramenta adaptada à sua empresa, que pode suprir até as demandas mais específicas do seu empreendimento.

Uma ótima opção é o Pirâmide 360, uma plataforma de softwares totalmente personalizável. Com ele, é possível incluir módulos específicos (de logística ou finanças, por exemplo), editar os seus relatórios gerenciais e customizar a interface do ERP, entre muitas outras coisas.

Outra vantagem do Pirâmide 360 é sua aparência intuitiva. Toda a sua interface foi criada pensando na experiência e na curva de aprendizado do usuário, garantindo que o processo de uso seja fácil e agradável. Desse modo, a empresa pode obter grandes resultados.

Enfim, agora, você está por dentro do tema e entende a diferença entre software ERP personalizado e genérico. Aproveite para escolher o que mais se adapta à sua empresa e gera vantagem competitiva. Tenha em mente que, ao definir um ERP, você está determinando o funcionamento da sua empresa. Então, quanto melhor for o software, melhores serão os processos diários.

Está ansioso para aprender mais sobre ERP, certo? Então, que tal conhecer mais do ERP Pirâmide 360 e suas funcionalidades centrais? É fácil, basta entrar em contato conosco. Vamos lá!

 

A Procenge

Somos uma empresa de TI com 47 anos de mercado, sediada no Porto Digital. Know-how no desenvolvimento de soluções de gestão empresarial personalizadas com foco em inovação. Nosso propósito é colaborar com nossos clientes para transformar seus negócios e gerar resultados sustentáveis.

Fale com um de nossos consultores.